02 novembro 2010

Barbosa e Dener, eternos.


Bom dia galera!

Hoje, feriado de Finados, irei postar uma homenagem que fiz em parceria com o colunista Rafael Matos, para os inesquecíveis Barbosa e Dener.

Dia 19 de abril de 1994, o Vasco e o futebol brasileiro perdiam uma das maiores promessas que o futebol já teve: Dener, garoto franzino e de futebol alegre que encantava a todos e aterrorizava os adversários.

Nascido em São Paulo no mesmo dia mês e ano que o ídolo Edmundo, 02 de abril de 1971, Dener começou sua curta carreira na Portuguesa em 1981 aos 11 anos. Para ajudar a família Dener deixou o futebol e só voltou a Portuguesa em 1988 quando Antonio Lopes técnico do time profissional o lançou no time. Dener trabalhava com o grupo principal, mas seguia nos juniores. Assim Dener levou a Portuguesa a seu primeiro título da Taça São Paulo de futebol Junior em 1991, sagrando-se o melhor jogador do torneio.

Em 1993 Dener foi emprestado por 6 meses ao Grêmio conquistando o Campeonato Gaúcho, seu primeiro título profissional. Ao final do empréstimo Dener voltou à Portuguesa onde participou do Brasileiro daquele ano. No na seguinte, para fugir do assédio de clubes Paulistas a Portuguesa decidiu emprestá-lo para aquele que seria seu ultimo clube: O Vasco da Gama. Dener estreou contra o Newell’s Old Boys, da Argentina que tinha ninguém menos que Maradona em sua equipe. Jogando um futebol moleque, Dener ofuscou o brilho do argentino e logo de cara conquistou a torcida Vascaína que para saudá-lo cantava o seguinte refrão: “Ê cafuné! Ê cafuné! O Dener é a mistura de Garrincha com Pelé!”. Dener jogou 17 partidas pela equipe da Colina e não viu uma derrota sequer: Foram 17 jogos, 10 vitórias e 7 empates, com 5 gols marcados.

No carioca de 1994, Dener jogou demais! Dribles desconcertantes jogadas geniais e um entrosamento inexplicável com torcida e jogadores do Vasco. O comprometimento era demais, tanto que em dois clássicos, um contra o arqui-rival e outro contra o fluminense nosso ídolo acabou expulso. Na final da Taça Guanabara de 1994 grande atuação de Dener participando de dois dos quatro gols da goleada Vascaína por 4x1 sobre o Fluminense. Primeiro título de Dener com a camisa do Vasco.

Sua última partida pelo Vasco foi dois dias antes de sua morte contra o mesmo Fluminense no dia 17 de abril de 1994 no empate de 1x1 entre as equipes pelo quadrangular final do campeonato.
No dia 19 de abril Dener falece, após um acidente automobilístico na Av. Borges de Medeiros, Lagoa, Zona Sul do Rio e morre asfixiado pelo cinto de segurança. Uma semana depois Vasco e Flamengo se enfrentaram pelo quadrangular e a torcida Vascaína fez uma festa inesquecível e emocionante para o ídolo e ainda o saudou na conquista do tricampeonato carioca gritando “Olê, olé, olé, olé, Dener, Dener!” antes mesmo de soltarem o grito de “É campeão”.

Ficha Técnica de Dener:
Nome: Dener Augusto de Souza
Nascimento: 02/04/1971
Local: São Paulo (SP)
Morte: 19/04/1994
Local: Rio de Janeiro (RJ)
No Vasco: 1994
Títulos no Vasco: Taça Guanabara de 1994 e Campeonato Carioca - VASCO (post-mortem)
Características: Jogadas geniais e um ótimo entrosamento com a torcida

Moacir Barbosa Nascimento, ou simplesmente Barbosa. Um ídolo do futebol brasileiro, mas principalmente, um grande ídolo do Vasco. Nosso goleirão do Expresso da Vitória. Destacou-se através de sua ótima impulsão, sua grande segurança e seu excelente senso de colocação.

Nascido em 27 de março de 1921, Barbosa começou sua carreira como ponta-esquerda no extinto Comercial da Capital, mas transferiu-se já como goleiro ao CA Ypiranga do São Paulo. Em 1945, suas belas atuações chamaram a atenção do glorioso Vasco da Gama, que na época, vivia sua melhor fase, com o histórico Expresso da Vitória. Barbosa só se tornou titular em 1946 e permaneceu dono da posição até 1956. Suas qualidades e defesas espetaculares o levaram para a Seleção Brasileira, onde teve a decepção de deixar escapar uma bola e ser odiado por muitos devido a essa falha.Em 1953, Barbosa quebrou a perna e logo em seguida, entrou em uma forte depressão, mas graças ao imenso carinho da torcida carioca, recuperou-se dessa fase ruim de sua vida.

Ficha Técnica de Barbosa:
Nome: Moacir Barbosa
Nascimento: 27/03/1921
Local: Campinas-SP
Morte: 07/04/2000
Local: Praia Grande- SP
No Vasco: de 1944 a 1962
Títulos no Vasco: Cariocas ( 45, 47 ,49,50,52,56 e 58) e Sulamericano de 1948
Características: Ótima Impulsão e Grande defensor de pênaltis

Hoje, Barbosa e Dener são lembrados por todos. São grandes ídolos, principalmente para nós, vascaínos. Talvez muitos de vocês não tenham visto nem Dener nem Barbosa em campo, defendendo a nossa belíssima camisa, mas a história do Vasco nos mostra o quanto eles foram grandes no futebol, o quanto eles mereceram se tornar ídolos. Eles não estão mais entre nós, mas mesmo assim, só temos a agradecer por eles terem sido tão importantes para a história do Vasco. Barbosa, Dener, obrigado por tudo.

Beijo, Saudações Vascaínas
Laís Eger e Rafael Matos
Segue: @laíseger e @rafaelfmatos

Um comentário:

  1. There's SHOCKING news in the sports betting world.

    It has been said that any bettor needs to see this,

    Watch this now or stop betting on sports...

    Sports Cash System - Robotic Sports Betting Software.

    ResponderExcluir