11 dezembro 2011

Reforços para à Libertadores mas sem cometer loucuras


O Vasco não pode sair contratando somente por contratar por dois motivos: um porque não temos dinheiro e segundo porque normalmente essas contratações em massa não dão certo. Não estou dizendo que o time cruzmaltino está pronto para a Libertadores, afinal de contas todos sabem que precisamos de 3 jogadores para serem titulares na lateral esquerda, na zaga e no ataque.

A Diretoria do Vasco está certa em dizer que não vai cometer loucuras nas contratações. Contratar um jogador por 10 ou 15 milhões não garante que ele vá conseguir se adaptar a forma de jogar do time. Temos que confiar nos nossos dirigentes que já disseram que serão pelo menos seis contratados , trés para ser titular absoluto e trés para compor elenco. O mais importante é manter a base do time de 20011.

Espero que esses três jogadores que forem contratados para a zaga, lateral esquerda, ainda mais agora que só temos dois laterais esquerdos no elenco, e ataque sejam de nível internacional, jogadores de primeira linha. Em uma disputa de taça Libertadores é necessário ter um jogador experiente para cada posição e mesmo sabendo que precisamos de um lateral direito experiente, essa contratação não será feita. Existem motivos para contratarmos um zagueiro e um lateral esquerdo. Em alguns casos como o do Renato Silva, ele pode ter uma rodagem maior, porém raramente era titular e por esse motivo precisamos de um jogador que possa ser titular absoluto da posição. Na lateral esquerda, primeiro temos que rezar para a Trafic não vender o Jumar; mesmo que o Diretor de futebol do Vasco, Rodrigo Caetano garanta que isso não vai acontecer não se pode confiar na empresa.

Dessa forma ficaríamos com: Prass, Fagner, Dedé e mais dois jogadores experientes que todos esperam que sejam contratados para zaga e lateral esquerda respectivamente.

Como jogamos com dois volantes temos um titular indiscutível, o Romulo. Por ele quase não ter experiência em Libertadores acho que seria melhor se escalássemos o Eduardo Costa para fazer companhia a ele. O camisa28 acaba saindo na frente por ser mais experiente, sem se esquecer que ele já disputou uma Libertadores. Espero que o Cristovão, já que ao que parece o Ricardo Gomes só deve voltar no decorrer da Libertadores, não tente colocar Diego Souza, Juninho e Felipe juntos. Já ficou provado, inúmeras vezes que não é possível jogar com três juntos e como certamente ainda teremos o Bernardo no banco facilita um pouco a situação. O Vasco joga com dois armadores correto? Dessa forma, pelo menos no meu entendimento, repetiríamos o que deu certo em vários jogos: Diego Souza e um dos dois ajudando ele na armação. Libertadores não é lugar para fazer experiência.

No ataque deveríamos jogar com o que já deu certo. Eder Luis e Alecssandro que por ter uma experiência maior, já ter vencido duas Libertadores, acaba saindo na frente do Elton , isso é se o camisa 39 permanecer no Vasco.

O Vasco já disputou cinco vezes a Libertadores e sem dúvida a melhor participação foi em 98. Só não chegamos mais longe em 2001, porque depois do título brasileiro e da Mercosul o time foi quase que desmontado.

Sempre lembrando: vamos ter calma e paciência, a Diretoria não tem saída. Eles vão ter que contratar três jogadores experientes para três posições que o time precisa. Afinal de contas, não podemos ficar jogando dinheiro fora, contratando jogadores só porque fizeram um bom campeonato esse ano em um time de menor expressão.

Vamos em busca do tri campeonato.

Até o próximo Domingo

Elisa de Vicq de Souza Dantas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário