10 junho 2011

Foi sofrido mas foi mais gostoso

Saudações de Campeões, família cruzmaltina!

Finalmente acabou a espera pessoal, podemos gritar "É CAMPEÃO!" com todas as forças de nossas gargantas. Depois de um dia inteiro de comemoração, onde compareci a São Januário mesmo debaixo de chuva e frio, presenciando algo fantástico, indescritível e inédito em qualquer comemoração de título que já houve não só nosso, mas de qualquer outro time. Ver Élton ser carregado nos braços da torcida, algo que jamais tinha visto em dia de comemoração no estádio de São Januário, me levou as lágrimas não só por ver um dos heróis do título e meu ídolo sendo carregado num mar de torcedores, mas principalmente porque foi algo lindo de se ver, o entusiasmo dos jogadores, a vibração com que eles comemoravam, a felicidade do ensandecido Alecsandro que graças a torcida não se machucou depois de se jogar de cara no chão, pulando o alambrado. Assistir o trem bala feito pela torcida, com uma chuva forte que não estragou nem um pouco a festa da torcida, dos jogadores, diretores e do presidente, que parecia ter voltado a ser jogador, comemorando como se fizesse parte do elenco que conquistou a Copa do Brasil e de certa forma, ele realmente fez parte do elenco e contribuiu com sua experiência da época de jogador e ídolo. Tudo isso valeu a pena, pela emoção que estava engasgada, entalada no peito de cada vascaíno, por todo sofrimento, toda a angústia criada durante o último jogo da final, pois este foi sem sombra de dúvidas, o mais emocionante, mais sofrido e mais gostoso título que o Vasco conquistou em toda sua história.

Mas e quanto ao jogo? Bem, realmente o jogo foi nervoso, tenso para ambos os lados. Desde o início, sofremos uma pressão muito forte que já era esperada porém, surpreendente ao ver o ótimo esquema tático criado pelo bom técnico Marcelo Oliveira do Coritiba, colocando uma linha de três jogadores a frente da defesa cruzmaltina e posicionados entre os dois volantes, Rômulo e Eduardo Costa que não conseguiam sair jogando, uma característica desse time do Vasco montado pelo técnico Ricardo Gomes, que é a qualidade na saída de bola. Em certo ponto, foi facilitado devido as péssimas atuações de Rômulo, Eduardo Costa, Allan e Ramon que estavam muito nervosos em campo e não conseguiam acertar os passes, principalmente no primeiro tempo. Mas como o ritmo do jogo estava muito forte, o Coritiba depois dos 10 primeiros minutos cansou um pouco e foi aí que o time de São Januário aproveitou, em um belo contra-ataque puxado pelo melhor em campo, Éder Luís invadiu a área e deu um passe açucarado para Alecsandro livre, tocar para o gol vazio: Vasco 1 a 0
O Coritiba sentiu o gol e foi aí que o técnico deles entrou em ação: imediatamente trocou Lucas Mendes por Eltinho e Marcos Aurélio no lugar de Léo Gago que não fazia boa partida. E as substituições surtiram efeito, o Coritiba voltou a pressionar e o Vasco acabou recuando muito deixando vários espaços no meio campo e uma verdadeira avenida pelas duas laterais, principalmente com Ramon, que estava totalmente perdido na marcação e foi muitas vezes salvo por Felipe que praticamente atuou como um lateral no primeiro tempo, mostrando muita garra e vontade, estava dando o sangue pelo título que ele tanto queria conquistar para se tornar o único jogador a ser campeão brasileiro e da Copa do Brasil pelo Vasco, um feito para poucos. Mas em uma falha de Ramon, que realmente não é muito bom em jogo aéreo, deixou Jonas livre que jogou a bola pra dentro da pequena área em direção a Bill, que em uma falha de Dedé, cabeceou a bola pro gol, empatando o jogo. No final do primeiro tempo, com o jogo mais frio e sem sofrer tanta pressão, novamente em uma bola fácil perdida no meio campo, Rafinha passa fácil por Ramon e chuta rasteiro pro gol, Prass defende mas rebate para o meio da área facilitando para Davi que estava livre, em mais uma falha da defesa, bater forte no alto fazendo o Coritiba passar a frente no placar. Porém aí começou a aparecer a nossa incrível dupla de zaga, Dedé e Anderson Martins, que jogaram por três cada um. Dedé por sua vez jogava por ele, Allan e Eduardo Costa que não estavam bem na marcação. Anderson Martins jogava por Ramon, Rômulo e por si próprio. Foi uma atuação inesquecível, memorável dessa que já se tornou a melhor dupla de zaga do Vasco que vi jogar, superando até mesmo a eterna dupla Mauro Galvão e Odvan campeões brasileiro e da Libertadores. Graças as atuações desses dois gigantes o trem bala da colina conseguiu segurar o resultado durante todo o segundo tempo, até que Éder Luís coroando a sua melhor atuação pelo Vasco e uma das melhores atuações de craque numa final de campeonato pelo Vasco, realizou até hoje. Em um chute forte de fora da área, cheio de efeito, a bola bate no gramado antes e engana Édson Bastos, que ficou perdido no lance, empatando o jogo em 2 a 2 obrigando o Coritiba novamente a ter de fazer dois gols. O desespero tomou conta dos jogadores do Coxa, que estavam visivelmente abatidos depois do golaço de Éder Luís. Mesmo após o golaço de William de fora da área, aos 20 minutos do segundo tempo, o Coritiba tentou pressionar de todas as formas, porém já não encontrava tanta facilidade assim e os espaços já não haviam dentro da área. Apesar de Ramon estar sendo uma avenida para eles, Anderson Martins tirou todas as bolas possíveis por aquele lado. Mesmo quando o Coritiba conseguiu achar um espaço na área após uma confusão na área e o jogador perder um gol incrível no final do jogo, o atacante do Coxa estava impedido, o que invalidaria o gol. Aí foi só a nação cruzmaltina aguardar o apito final, mesmo depois de tanto sofrimento e tensão durante o jogo, para soltar o grito engasgado na garganta de É CAMPEÃO!

Notas dos jogadores:

Fernando Prass: Falhou no lance do segundo gol rebatendo a bola para o meio da área, mas no geral foi bem. Quando precisou esfriar o jogo, o capitão do Trem Bala foi muito bem. Nota 8,0

Allan: Foi muito mal no jogo, errou passes demais e marcou muito mal. Melhorou no segundo tempo. Nota 5,0

Dedé: Apesar de ter falhado no primeiro gol do Coritiba, fez uma excelente partida só sendo superado por seu companheiro de zaga, sendo insuperável na bola aérea. Nota 9,5

Anderson Martins: Foi um verdadeiro GIGANTE nos dois jogos da final, sendo praticamente perfeito em todos os lances, esbanjando toda sua categoria. É um craque sem dúvidas! Nota 10

Ramon: Foi muito mal no jogo inteiro. Muito nervoso, foi uma verdadeira avenida na marcação sendo salvo várias vezes por Felipe. Nota 4,5

Rômulo: Mais uma vez, não foi bem na marcação e praticamente não se viu em campo. Parece até que estava marcando a si mesmo. Não deu cobertura nenhuma a zaga. Nota 3,0

Eduardo Costa: Foi muito mal no jogo todo, errou passes demais, o que não é muito comum da sua parte e também não deu proteção nenhuma a zaga. Nota 2,0

Felipe: Excelente atuação! Jogou com muita raça, dando o sangue de um verdadeiro craque vascaíno. Foi praticamente perfeito nos passes e ótimo na marcação. Nota 9,5

Diego Souza: Apanhou muito o jogo inteiro e protagonizou alguns lances engraçados, estava muito tenso para um jogador de sua experiência. Nota 6,0

Alecsandro: Teve um bom posicionamento no primeiro gol e só. Não fez mais nada depois disso e ainda perdeu chances por falta de ousadia. Nota 5,0

Éder Luís: Atuação memorável e inesquecível! Decidiu o jogo a favor do Vasco e graças a sua esplêndida atuação fomos campeões. Nota 10

Jumar: Entrou bem, só exagerando em uma falta no meio campo. Mas deu mais força a marcação, dando uma maior proteção a zaga. Nota 5,0

Bernardo: Entrou muito bem, participando bem do jogo e se posicionando bem. Teve uma grande chance de empatar o jogo no final. Nota 6,0

Ricardo Gomes: Armou bem o time, porém novamente fez uma escalação equivocada. A sua falta de ousadia e coragem para substituir nos momentos necessários, custaram a vitória. Não aprende a deixar de substituir somente depois de 25 minutos do segundo tempo. Nota 5,0

Obs: Nossa amada editora Laís Eger, fez um vídeo de comemoração pelo título. O vídeo está bem legal, como vocês podem conferir abaixo:


Saudações Vascaínas aos Campeões!

Abraços e comentem pessoal.

Marcio Cesar
E-mail: marciodreux@bol.com.br

5 comentários:

  1. Primeiro de tudo, parabens pela materia Marcio, como sempre, excelente.
    E bom, o jogo foi tenso mesmo. As laterais estavam verdadeiras avenidas devido ao nervosismo dos nossos guerreiros, mas pelo menos no final, tudo deu certo e a torcida vascaina pode comemorar!

    ResponderExcluir
  2. bom nosso time esta de parabens gostei muito de ver meu time ser campeão da copa do brasil
    fiquei muito triste com um comentario de uma radio local daqui da cidade de manaus o ouvinte ligou disse que e so isso que o vasco ira ganhar e mas nada que o vasco caira de novo para serie B e na mesma hora liguei pra radio e falei varias coisas e falei com o mane do ouvinte ele perdiu desculpa mas nao aceitei pq nao admito falar mal do clube de regata vasco da gama a 26° familia vascaina de manaus ficou muito triste com o comentario desse ignorante pois sei que meu time e um time vencedor .
    ohhohhh CAMPEÃO VOLTOU !!!!!!!!
    ASS:eudison do nascimento marinho

    bairro: tancredo neves manaus - amazonas

    ResponderExcluir
  3. Foi de fato um jogo com todos os ingredientes de uma final, nervoso desde o apito inicial ate os interminaveis 5min de acrescimos ate o apito final, e podermos enfim soltar o grito entalado a tanto tempo na garganta dos torcedores cruzmaltinos.

    O vasco nao fez uma das suas melhores partidas dentro da copa do brasil, talvez uma das que menos se saiu bem, pois não há duvidas, o vasco da gama ganhou esse titulo com meritos, depois de um inicio tragico de temporada, umas das piores dentro de sua historia, o time conseguiu se reestruturar, ganhar motivaçao e conseguir da a voltar por cima, atuando bem, fazendo partidas excelentes e de alto nivel principalmente fora de seus dominios, sabendo administrar bem seus jogos de volta em sua maioria dentro de sao januario, com exceção dos jogso nas semi e depois final decidindo fora de casa, na semi o vasco foi buscar o resultado depois de 1 empate conseguiu fazer uma partida memoravel onde muitos nao acreditavam mas o vasco foi la e mostrou o seu verdadeiro valor de campeão.

    Na final tambem decidida longe o time conseguiu administrar a vantagem feita dentro de casa, e diante das circunstancias da partida conseguindo marcar 2 gols, o suficiente para que mesmo com a derrota o vasco fosse campeão devido a resultado obtido em São Januario, o dia tao esperado por muitos, o time esta de parabéns pela campanha e merecida taça de, o que esperamos ser uma de muitas... O CAMPEÃO VOOLTOOU!!! ♪

    /+/ SAUDAÇÕES VASCAINAS!! /+/

    ResponderExcluir
  4. Muito bela homenagem!! Gostaria até de colocá-la de vez em quando nos intervalos entre os programas do futuro Canal Vasco, no qual estou trabalhando para que seja lançado no dia 18, buscando inclusive a reprodução do "Vasco TV" que por enquanto é exclusivo de TV fechada...
    Se for possível gostaria do contato da editora que fez este belo vídeo, meu e-mail é geovane_1989@hotmail.com...

    Finalmente podemos gritar novamente com toda nossa energia: "É Campeão!!"...

    AVANTE GIGANTE!!

    ResponderExcluir
  5. Olá

    Primeira vez comentando aqui, mas eu sou um ávido leitor do seu blog e realmente gosto de seu trabalho, parabéns!

    Posso sugerir que você adicionar um plugin para o seu site para torná-lo melhor para nós leitores? Eu vi isso lá no brasileirao.org e acho que seria realmente uma boa adição ao blog.

    Refiro-me a isto: http://www.brasileirao.org/webmaster.html

    É um bom resumo do time e acredito que faria o seu blog um pouco mais inteiro. Se eu pudesse obter todas essas informações apenas a partir do seu blog, eu não teria nenhuma razão para ir em qualquer outro lugar para isso.

    De qualquer forma, eu sinto muito por ser um pouco chato! Parabéns novamente e mantenha o bom trabalho, nós agradecemos!

    ResponderExcluir