16 agosto 2009

O Time da Virada

Em um jogão de bola, o Vascão derrotou a Portuguesa no Canindé e continua na cola do Atlético Goianiense. Numa vitória com a cara da Série B, time vascaíno supera as dificuldades e mesmo não apresentando um futebol de primeira, aproveita as chances criadas e sai de São Paulo com três pontos importantissimos.


O JOGO

Nervoso; É assim que podemos resumir a forma com que o Vascão se comportou durante a primeira etapa da partida. Com muitas dificuldades na marcação e na saída de bola, a equipe vascaína foi facilmente envolvida pela equipe da Portuguesa em grande parte do primeiro tempo. E não demorou muito para pagarmos o preço; Logo aos 4 minutos de partida, a Lusa abriu o marcador com Dinei e piorou ainda mais as coisas para o Vascão.

Com o gol, a Lusa se encheu de confiança e partiu para cima do Vascão. Para nossa sorte, a equipe lusitana não conseguiu aproveitar as chances criadas e parou nas boas defesas de Fernando Prass. Em pelo menos três oportunidades a Lusa poderia ter aumentado o placar e acabado de vez com qualquer chance de reação do Vascão. Na primeira oportunidade, Dinei cabeçou a bola na trave do goleiro Fernando Prass e desperdiçou a chance mais clara da Lusa em toda a partida; Na Segunda, após grande jogada de Edno, Héverton praticamente livre dentro da área parou no goleirão Fernando Prass; E na terceira, após uma boa jogada do bom lateral direito Fernandinho, Héverton tocou de letra e mais uma vez Fernando Prass impediu o gol da Lusa.

Embora não tenha estado muito bem na primeira etapa, o Vascão também levou perigo em algumas jogadas, mais precisamente nas bolas paradas. Na primeira oportunidade, Gian cobrou uma falta com violência e quase fez o primeiro do Vascão; Na segunda, após escanteio cobrado por Mateus, Gian subiu livre, mas cabeceou encima do goleirão Fábio da Lusa. E na terceira, após um bate-rebate dentro da área, a bola sobrou para Élton que mandou na rede, mas na do lado de fora.

Terminada a primeira etapa, uma frase dita pelo atacante Edno da Portuguesa me chamou a atenção: " Jogamos bem, mas deveríamos ter aproveitado as chances que criamos. Era para sairmos desse primeiro tempo vencendo por 3 a 0 no minimo. Temos que matar logo esse jogo". Mal sabia Edno que sua declaração cairia como uma luva ao término da partida.

Modificado, o Vascão retornou ao segundo tempo mais ofensivo. Notando que a equipe vascaína tinha muitos dificuldades na parte ofensiva, o técnico Dorival Junior tirou o volante Nílton e pôs em campo o atacante Adriano. Tal modificação fez com que o Vascão melhorasse na partida e levasse mais perigo nos contra-ataques.

Melhor e mais bem postado, o Vascão equilibrou a partida e se tirarmos o lance em que Preto aproveitou uma falhda da defesa vascaína para entrar cara a cara com Fernando Prass e desperdiçar a maior chance da Lusa na segunda etapa, a Portuguesa praticamente não levou perigo ao gol do Vascão em jogadas trabalhadas, só em bolas paradas e alçadas na área.


Diferentemente do primeiro tempo, o Vascão saia mais em contra-ataque; Alex Teixeira e Adriano, que entrou muito bem, eram os responsáveis por puxá-los. Em um desses contra-ataques, Adriano sofreu falta pela direita; Em um bela cobrança, Carlos Alberto pôs a bola na cabeça de Gian, que subiu sozinho e empatou a partida no Canindé.


A partir daí a confiança do Vascão voltou e o time começou a sair mais pro jogo em busca da vitória. Após inúmeras e inúmeras oportunidades desperdiçadas pela Lusa durante todo o segundo tempo, em uma delas Vílson tirou a bola encima da linha, o futebol castigou a equipe paulista. Em uma jogada rápida de contra-ataque, Alex Teixeira passou a bola para Élton; o artilheiro vascaíno foi a linha de fundo e cruzou para Adriano virar a partida aos 38 minutos da etapa final.

O segundo gol vascaíno foi um balde de água fria para a Lusa, que via uma vitória praticamente certa ir embora por falhas na finalização. Diferente da primeira etapa, agora era a Lusa que estava nervosa e não conseguia mais trabalhar a bola como antes. O nervosimo era tanto que três jogadores da equipe paulista foram expulsos na segunda etapa ( o Vascão também teve um jogador expulso).


Com a Lusa morta em campo, o Vascão aproveitou os espaços deixados e chegou ao terceiro gol. Após uma bela virada de jogo de Alex Teixeira para Enrico, o meia vascaíno foi derrubado dentro da área e como todos sabemos falta dentro da área é penalti. Pênalti esse que foi cobrado com muita categoria por Élton, que fez o terceiro gol vascaíno e decretou mais uma vitória do Vascão nessa Série B.


Vitória essa com a cara da Série B e, porque não, com a cara do Vascão; com muita luta, muita vontade e muita superação; Além, é claro, de ter sido de virada, o que não ocorria a muito tempo!

A vitória manteve o Vascão na cola do Atlético Goianiense e com chances de terminar o primeiro turno na liderança dessa Série B. Agora temos que fazer nossa parte e derrotar o Ipatinga no Maracanã e torcer para um tropeço da equipe goiana na próxima rodada frente ao Bahia em Salvador.

O que você achou da partida amigo blogueiro?

Abraços e Saudações Vascaínas

O TIME DA VIRADA VOLTOU!

Carlos Junior

7 comentários:

  1. Oi Carlos
    permita-me discordar de voce quanto a ter sido um jogão de bola
    a lusa foi incompetente para fazer os gols quando criou as oportunidades
    e o nosso Vasco não jogou PN.
    valeram os tres pontos e a vontade demonstrada para superar suas deficiencias.
    ou seja com estas caracteristicas é difícil dizer que foi um jogão.
    ate prefiro ganhar como ontem do que perder dominando como foi contra o bahia
    mas ai reside todo o encanto do futebol, o que não acontece em nemhum outro jogo coletivo.
    O Sentimento Não Pode Parar!
    basta secar o atl/go na terça, tá na hora do bahia nos devoilver os pontos que nos tiraram

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. o mais importante pra mim, é vencer, deixa pra jogar bonito quando o acesso estiver garantido...por enquanto vamos jogando um futebol "na raça" que chegaremos lá

    Saudações Vascaínas!

    ResponderExcluir
  4. Carlos,

    Na verdade, o que me deixa mais otimista é saber que temos uma campanha muito boa e ainda não mostramos nem 70% do futebol que temos pra mostrar. Acredito que o VASCO evolua muito no segundo turno e conquiste a classificação e o título até com relativa tranquilidade. Abração.

    ResponderExcluir
  5. Eita... rsrsr

    Faltou ei por no texto que o jogo foi muito bom em termos de emoção. Por isso citei...

    ResponderExcluir
  6. É João,

    Realmente não jogamos nem 70% do que podemos. Acho que a queda de rendimento de alguns jogadores e o excesso de jogadores no DM é o grande responsável por isso.

    ResponderExcluir