09 fevereiro 2011

O LUGAR DO DEDÉ É AQUI!!!




Nação Vascaína,


MAIS UMA VEZ A DIRETORIA ESTÁ PARA FAZER UMA ENORME BURRADA! Estão querendo liberar Dedé no meio do ano, por 5 milhões de euros!

DIRETORIA, O VASCO NÃO É UM AMÉRICA, BANGU, OLARIA!!! O VASCO NÃO É TIME PEQUENO!!!!! VOCÊS ESTÃO DIMINUINDO O VASCO! PAREM COM ISSO JÁ!
JÁ NÃO BASTA A CAGADA DE TEREM VENDIDO A.TEIXEIRA, SOUZA, A.KARDEC por valores ridículos??

Impressionante como a nossa própria diretoria não acredita no clube que representa. Um jogador do Internacional, Danilo SIlva, que nunca ganhou NADA NA VIDA, é negociado por 7 milhões de euros! Dedé que foi eleito o MELHOR ZAGUEIRO DO BRASIL é negociado por 5 MILHÕES!

FALA SÉRIO!!! PAREM DE DESTRUIR O NOSSO VASCO!!!

Impressionante como nosso clube não acredita no poder do Vasco.

O Santos fez todo um planejamento para segurar Neymar. Por que O Vasco nao pode fazer para segurar Dedé?

DEDÉ NÃO VALE 5 MILHÕES DE EUROS! DEDÉ VALE MUITO MAIS!!!!!!!

PAREM DE BURRICE!!!!


EM TEMPO
Impressionante como o Vasco está sendo apequenado pelos seus representantes. Além de vários técnicos renomados terem rejeitado o Vasco, estamos sendo rejeitados até por jogadores. O inter não aceitou a proposta feita pelo Vasco e o atacante pode acabar indo parar na Gávea.

DINAMITE É TÃO FRACO COMO PRESIDENTE QUE NEM A PRÓPRIA SITUAÇÃO QUER ELE COMO CANDIDATO A REELEIÇÃO!
ABRE O OLHO DINAMITE! PEDE PRA SAIR!!!!


Obs. Galera, já estou em contato com o Sr. Jayme Lisboa, e tudo leva a crer que teremos uma segunda entrevista com o mesmo.


Boa semana a todos,
Saudações Vascaínas!

Flávio Frotté
Twitter: @flaviofrotte
e-mail: ffrotte@gmail.com

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde,

    Alguns órgãos de imprensa veicularam que a negociação do tal Danilo Silva girou em torno de 4 Milhões de Euros e não 7 Milhões.
    vide link: http://www.google.com.br/search?sourceid=chrome&ie=UTF-8&q=danilo+silva+negociado+euros
    o único resultado da pesquisa que fala em 7 Milhões corresponde a este post.

    Visto isso, acredito que 5 milhões realmente seja um valor pequeno, mas 7 Milhões pelo Dedé já seria razoável. O problema é que o Vasco tem 50% dos direitos e receberia 3,5 milhões de euros, aproximadamente 7 Milhões e 700 Mil Reais, mas que na minha opinião, não valeriam a pena.
    O Dedé assumiu a posição de Zagueirão do time, e nenhum reserva conseguiu chegar nem perto das atuações que ele teve no fim do ano passado. Em caso de venda, o Vasco levaria uma boa grana, mas levaria também uma dor de cabeça, que às vezes não dá pra curar com dinheiro no bolso.

    Segura ele Vascão!

    ResponderExcluir
  3. Vejo todos os grandes times fazendo um esforço para trazer craques e o Vasco faz a burrice de vender o seu. Precisamos pensar grande, não nessa pequenice de vender jogador pra manter as contas em dia. Nem nisso acredito, vendemos várias promessas e nem CT nós temos.

    Com essa visão medíocre, estamos fadados a ser um time de meio de tabela.

    Novidade no blog, convido à leitura.

    Abraço e sds vascaínas!

    ResponderExcluir
  4. Caro Flavio Frotté,

    Nos últimos tempos, infelizmente, boa parte de nossa torcida se deixa envolver por essa situação conturbada que vive o Vasco, onde impera a politicagem rasteira, e os interesses pessoais estão muito, muito acima, do Vasco.

    Toda e qualquer coisa é vista como o fim do mundo, o Vasco está por baixo, estão acabando com o Vasco, que isso, que aquilo. Quem mais dá essa rótulo e mais propaga essa negatividade são os Cruzmaltinos, dando ressonância as briguinhas políticas e picuinhas de 2ª categoria. Lamentável!

    Vejamos o citado na matéria:

    1) Dedé: desde o fim do brasileiro de 2010 a venda do Dedé já foi noticiada pelo menos umas 5 vezes, todas não deram em nada. E mais, quando começou o Vasco tinha o jogador apenas sob empréstimo, tendo no fim do ano adquirido 50% dos direitos federativos, e a mídia e a oposição beligerante a dizer que vendeu, perdeu, e que tais.

    Agora, vem o pior grupo de oposição que há hoje no Vasco, tendo como porta voz aquele que mais prejudicou o nosso Clube nos últimos anos, por interesses meramente políticos, na toada do "quanto pior melhor", resolve requentar a notícia velha "O Vasco vendeu o Dedé", e a maioria sai arrancando os cabelos, avisando o final dos tempos, e batendo em tudo e todos. Não se dando conta que esse grupo de oposição – Casaca – não tem bandeira e muito menos proposta de melhoria para o Vasco, tem apenas e tão somente retórica, que no fim prejudica a instituição.

    Como mais uma vez não se sustentou a notícia da venda, surge jornalista para afirmar, sabe-se lá como conseguiu tal informação, que o Vasco firmou compromisso de liberar o Dedé em caso de oferta de compra de 5 milhões de Euros. Ou seja, mais uma versão, dentre muitas outras, para o caso Dedé, e lá vão os “senhores da sinistrose” a gritar, reclamar, enfim, cornetar.

    Particularmente, até admito que tenha sido incluído na negociação da aquisição dos 50% dos direitos federativos do Dedé pelo Vasco o compromisso de liberá-lo a partir da oferta de determinado valor, que seja os tais 5 milhões de Euros, o que é bem comum nessas negociações. Agora, se vai liberar ou não vai, se na oportunidade o Vasco terá grana para cobrir ou arrumará parceiro para isso, será uma outra história, um outro momento. Mas vamos cornetar, vamos sacudir mais negativamente o ambiente Vascaíno.

    2) Alecsandro: O Vasco fez uma proposta, o Inter faz contraproposta muiiiiiiiiiito acima do que o jogador vale, o Vasco não paga e desiste do negócio, e ai vem o idiota do dirigente do Inter e diz "tem proposta que nem se deve comentar".

    Ora! O cara pede mais do que o jogador vale e a proposta que não se deve comentar é a do Vasco!? A dele é que não merece crédito nenhum, é uma brincadeira, só pode ser levado a sério por quem é ignorante em valores que envolvem jogadores de futebol.

    Onde o Vasco está se apequenando? Ser grande e forte é rasgar dinheiro? Dar um valor bem superior ao que vale um jogador é burrice, estando ou não estando com boa condição financeira.

    O que nós Vascaínos precisamos, é não nos deixarmos envolver pelo momento político do Clube, e não deixar que pessoas nos usem para atingir o Vasco ou alcançar seus objetivos politiqueiros. Devemos observar a situação fora desse burburinho, pensar e agir de forma que seja positiva ao Vasco.

    Deixemos a política para o momento da eleição que se avizinha. Até lá, é ler muito, observar, se informar em várias fontes, refletir e escolher/votar naquele grupo que julgue será o melhor para o nosso Vasco.

    Abraços Cruzmaltinos,

    Claudio

    ResponderExcluir
  5. Concordo em parte com o que o Cláudio disse, realmente tem muita gente botando lenha na brasa e abanando pra ver se pega fogo! E todos os rivais adoram... vão até dizer q o fogo é para que o Vasco embarque na determinação de que ninguém cai quando o barracão pega fogo, mas o Vasco não tem barracão, tem um estádio e vive uma realidade diferente das escolas de samba.
    A diferença da minha opinião pra do Cláudio é que na minha opinião, o Dedé vai mesmo sair no meio do ano. Como ele disse, pode ser que a maré vire até lá, que se arrume um investidor, ou que o Vasco cubra a proposta... Mas eu, infelizmente estou pessimista quanto a isso.
    Que venha o futuro, que venham as propostas e que o Vasco faça o melhor negócio possível para sí!

    Dá-lhe Vasco

    ResponderExcluir
  6. Caio,

    Não sei se o Dedé sai no meio do ano, o que eu sei, é que mais cedo ou mais tarde ele irá para um clube do exterior.

    Ainda hoje, conseguir transferência internacional é o sonho de 10 entre 10 jogadores brasileiros.

    Ficarei na torcida para que o Vasco tenha condições de segurá-lo o maior tempo possível, não só pela qualidade técnica dele, mas principalmente pela identificação com os apaixonados pela Cruz de Malta, que surgiu naturalmente, sem qualquer trabalho marqueteiro. E é assim que nascem os verdadeiros ídolos, que se tornam referência, atraem novos apaixonados e indicam o caminho aos jovens jogadores.

    Um forte abraço cruzmaltino,

    Claudio

    ResponderExcluir